2/05/2007

O prazer que vem da comida

Todo gordo sabe o prazer que vem da comida. Mas pensei em teorizá-los e contar o que mudou em mim depois da minha dieta.

Devo dizer que eu tinha dois prazeres com a comida. O primeiro e mais evidente é o prazer do sabor. Esse conseguimos com comidas gostosas, bonitas, que fazem bem ao nosso paladar de uma forma geral.

O segundo prazer que eu tinha com a comida era o prazer da saciedade. Também chamado por aí do prazer do bucho cheio. Sempre que comemos até dizer chega, aquela felicidade e satisfação que nos lembra que nunca mais morreremos de fome.

Desde que comecei, mudei meus prazeres. O prazer da comida gostosa eu ainda mantenho apesar de com muito menor freqüência. Já tomei sorvete, macarrão, refrigerante, alguns doces. Mas e o prazer do bucho cheio? Esse eu deixo para satisfazer somente algumas vezes e estão se tornando cada vez mais raras. O truque que eu uso é encher o estomago com coisas com poucas calorias, mas grande volume. Por exemplo, como melancia até ficar cheia, tomo 2 copos de refrigerante light, ou me entupo de tanto alface antes do prato principal.

Mas não faço mais como antes. Meu estômago reduziu e não consigo mais comer o quanto conseguia antes. E também paro um pouco antes do que parava antes. Sei dizer não melhor que antes.

O mais importante é que acrescentei um novo prazer em minha vida gastronômica. O prazer de comer certinho. Hoje quando consigo um prato bem balanceado, com a somatória de calorias boa, eu fico feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário