Eu e o remédio

Eu também já usei remédio. Quem é a gorda que nunca desejou encontrar o gênio da lâmpada que a faria magra instantâneamente?

Resolvi contar minha história com ele, que não é nada perto do tanto de gente que já se entupiu de remédio por aí. Eu não desmaiei, não tive piripaques, nem perdi parafusos.

Foi entre o segundo e o terceiro ano de faculdade. Uma época em que minha mãe e minhas tias tinham ido a uma clínica geral que receitava remédio facinho-facinho. Lá fui eu também. Naquela época eu tinha 87 e achava isso o absurdo dos absurdos. Fui, fiz um examinho de tireoide que já comecei a tomar tiratricol. Com ele e com uma pequena reduçãozinha na alimentação por medo do colesterol meio altinho, eu cheguei a pesar 80kg. Teve uma vez ou outra que pesei 79,9kg.

Emagreci esses quilos em uns 5 meses. Depois continuei tomando indefinidamente o remédio. Acho que fiquei tomando por uns dois anos. Me lembro de não tomar mais quando saí de casa e fui morar perto da faculdade. Uma época tenebrosa.

Nessa época eu oscilava entre 82 e 84. Me sentia ótima e feliz, quer dizer, quando não estava por perto da faculdade. Morar lá era terrível, tive vários problemas emocionais lá. Cheguei ao ponto de ter um treco terrível no estômago que me doia, não podia comer doce que doía. Dor mesmo.

Nessa época eu mantive bem o peso, mas minha cabeça estava horrorosa. Tinha uns 21/22 anos e nada de namorado. Morava num lugar horrível. Pastei um bocado. Chegou no extremo streess que me levou a vomitar na praça de alimentação do shopping. Eu me lembro daquele dia como o primeiro dia da minha nova vida. Minha virada! Lembro de ter contado esse episódio pro meu lindinho, quando ele ainda não era meu namorado. Então isso aconteceu em 2004, começo do ano. Lá no shopping eu vomitei minha vida anterior.

Me mudei pra casa dos meus pais novamente. Comecei a namorar. Terminei a faculdade, comecei mestrado. Tudo lindo! E eu sempre mantendo os 84 quilos. Foi com esse peso que passei na entrevista do meu emprego. E lá fiquei durante um ano e cinco meses. Nesse tempo eu engordei tudo. Foi de uma hora pra outra! Não vi os 10 quilos que engordei lá. Meu namorado sempre muito lindo. Minha vida ótima.

Daí, lá, vi que muita gente conseguia emagrecer. Amigos meus, homens! Se um homem pode, eu também posso! Foi aí que eu mudei meu jeito de pensar. Comecei a me aceitar gorda, e comecei a querer mudar os resultados da minha vida sobre meu corpo.

Eu sempre penso que o remédio só me fez mal, porque mascarou o que eu era de verdade. Mascarou que eu sou gorda e que isso não vai mudar só porque meu corpo é magro. Sempre penso que engordei de uma vez por culpa do remédio. Mesmo que não metabolicamente, mas porque eu me sentia no efeito dele ainda.

Quero aproveitar para agradecer todos os votos de saúde que eu tive durante minha crise de ouvido. Acho que sarei! Ainda tenho que tomar o antibiótico, mas nada mais de dor! Abençoado seja o médico e Alexander Fleming!

Comentários

  1. Oi Querida! Que bom que já está melhor. Cuida prá não ter recaída. Na minha opinião, a medicina e os remédios estão aí para ajudar as pessoas a se curar de um problema específico. Sou adepta da manutenção da saúde pelos bons hábitos alimentares e físicos, então, remédio, só qdo não tem jeito. Qto à minha calçona de 88, de fato ela não ajuda ninguém! Tô até guardando a dita cuja como exemplo de mau gosto hehehe. Bjs. Zá

    ResponderExcluir
  2. Oi Gordinha,

    Tomei remédios a vida toda, desde pequena e hoje colho o fruto de tal comportamento.
    Tireóde atacada, dificuldade enorme de baixar o peso e uma facilidade imensa de ganhar.. segundo uma médica, grande parte da culpa ´´e dos remédios que tomei com e sem acompanhamento medico, sendo este os tenebrosos.
    Teve uma época da minha vida que se alguem me falasse quer coco de galinha emagracei..tava eu lá na granja tentando comprar.
    Já emagreci 25kg em dois meses sem comer quase nada e tomando remédio.
    Esta foi minhanutima fase de falsa magra, 2002. Cheguei aos 66kg e rapidamente fui ganhando tudo novamente.
    Cá estou com 40 kg a mais.
    Remédio é ruim mas as vezes encessário. Os terroveis para saude são aqueles sem acompanhamento de um bom especialista. Ninguem sabe oq eu tem ali dentro.
    Kisses
    Mi

    ResponderExcluir
  3. Oi Gordinha!!
    Vc é de Sta Bárbara! Tenho parentes aí... Legal!!

    Fiquei feliz em ler sua história e saber que agora vc é uma mulher super bem resolvida, amada e que se ama, principalmente!!

    É isso aí, o ruim ficou pra trás e agora é só alegria!!

    Um bjão!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário