7/13/2007

Sexta Linda

Todo mundo tem um dia lindo. Fiquei com inveja, hehehe. Só que vou tentar falar da única forma de beleza perfeita, no meu ponto de vista, claro. A pintura! (Tudo bem que Picasso ficou louco tentando encontrar a perfeição, hehehe, vamos dar um crédito pra ele)

Jean Honoré Fragonard - O Ferrolho


Tudo o que se precisa saber sobre esse quadro está aí! Primeiro, não se percebe as pinceladas. Segundo, ele retrata a realidade, não faz modificações nela. Tem pouca variação de cores, tem os tons de branco, de vermelho queimado, e desse verde esquisitão. Essa é a parte chata...

A parte legal é a figura! Os dois entraram correndo no quartinho, fizeram um belo amasso na cama (que está desfeita). O cara já foi tirando a roupa (ele está de 'roupa de baixo'). Ela tem um monte de roupa, então só 'subiram' um pouco a saia (que está amarrotada). Num ímpeto (tem uma cadeira caída em algum lugar) ele levanta e vai trancar a porta. Ela se sentia protegida com a possibilidade de chegar alguém de repente. Se levanta e tenta impedí-lo. É nesse momento que a imagem congela.

Só que olhem pra cara da mocinha. Ela está só tentando impedí-lo! Está fazendo charminho. Na verdade ela já cedeu. Tem uma maça estratégicamente colocada em algum lugar dizendo que o desejo e o fato dela ceder é inevitável.

A cama também mostra o ato em si. A cama retrata o masculino (o pedaço em verde) e o feminino (o pedaço em vermelho). A cama também ocupa a maior parte da tela, dizendo que tudo o que vai acontecer, vai acontecer alí.

Um detalhe importante é a batata da perna do moço. Ele é forte, então é plebeu. Ela é toda cheia de vestidos caros, então é rica! Ou seja, eles não são namorados, nem casados, nem amigos. São amantes!

Alguns dizem que esse quadro não deveria se chamar "O Ferrolho", mas sim "A Cama".

Eu sou só amadora nessa coisa de pintura. Sei o que ví nos programinhas...

Ah! O Fragonard é o pintor mais safado que já vi!

5 comentários:

  1. Oi, que legal que você gosta de pintura.
    Eu, particularmente, D-E-T-E-S-T-O.
    Mas o que seria do amarelo se todos amassem o vermelho? rs

    ResponderExcluir
  2. Epa.... estamos conhecendo "as mil faces da Gordinha"!!! Que erótica sua análise do tb erótico quadro. De onde surgiu a idéia desse post de hoje? Quanto a mim, me enquadro na categoria dos apreciadores da arte. Não sou artista, nem crítica, mas apreciadora. Gostei de mudar um pouco de assunto. Agora vou procurar a maçã que não percebi. Bjs. Zá

    ResponderExcluir
  3. Linda, obrigada pela mensagem tão carinhosa. Adorei tu dizer que sou centrada. Que tenho astral legal, eu concordo. Mas, não me acho muito centrada não. Sou bem doidinha!!! Muito bom receber seu carinho num momento como esse. Zilhões de beijos! =)

    ResponderExcluir
  4. Oi Gordinha, só não entrei no talk com vc agora pq meu marido só deu uma saidinha prá comprar picanha hehehe. Mas fiquei com vontade de comentar seu coment. Eu me sentia deslocada do mundo das artes por não saber fazer nada artístico, nem criticar com embasamento técnico. Então, uma ex-profa. de artes da minha filha,ao fazer uma análise dela como aluna, me explicou que existem 3 maneiras de se relacionar com a arte: 1 - Fazendo arte (artista), 2 - Estudando arte (crítica) e 4 - Apreciando arte (eu!). Fiquei tão contente em me achar de alguma forma envolvida que a partir daí apenas curto e gosto de conhecer um pouco mais, apenas para deleite próprio. Dessa forma posso dizer que "conheço" um pouco sem ser pedante. Achei bem legal sua idéia de sair do lugar comum. Pode continuar, se quiser, que eu apóio. Bjs. Zá.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da sua análise!
    Normalmente olhamos as obras de arte sem parar pra tentar entende-las. E quantas coisas podemos tirar delas!
    Bjins

    ResponderExcluir