7/20/2007

Sexta-linda

Jean-Auguste-Dominique Ingres (1780-1867)

O Ingres foi um grande pintor francês, neo-classico. Morou em Roma e em París uns tempos. Seu pai já era pintor. Ele também tocou com a sinfônica, enquanto estudava pintura, estudava também violino.

Ele gostava de pintar banhistas, e era especialista em retratos. Pintou um do Napoleão, inclusive.

O quadro O banho turco é pra mim a maior obra de arte desse pintor:


Ele demorou toda a vida dele para concluir esse quadro. A tocadora desse violãozinho, por exemplo, é de outro quadro dele A banhista de Valpinçon. A mulher lá no fundo, dançando, também é de outro quadro.

Dá pra ver que tem umas cenas lésbicas no quadro, hehehe, mas eu acho que são só amigas. Tem um casal aqui na frente, do lado direito. Tem uma mulher lá no fundinho, deitada, com cara de êxtase.

Tem também umas escravas circulando. Umas mulheres comendo. Uma mulher com o cabelo sendo trançado pela sua escrava. Outra dormindo relaxadamente.

Parece um harém, as mulheres se encontram no banho para se confraternizar, se namorar, fofocar, se produzir. Na verdade estão todas bem relaxadas e contentes.

Pra mim, o que faz esse quadro uma obra de arte, é além da paz, e das peles suaves, a quantidade de retoques que o pintor fez. Já disse que ele demorou a vida toda pra acabar. O quadro começou quadrado, depois virou redondo. A banhista deitada aqui na frente, com os dois braços levantados, antes tinha um braço abaixado. No início havia um lago, depois ele foi substituido, depois ele voltou diferente. E os elementos que começaram nesse quadro e foram aperfeiçoados em outros, claro.

Foi também o primeiro pintor a colocar uma mulher nua de costas. Cena que hoje em dia é habitual. Sempre vemos "a beleza feminina" estampada em cenas de mulher nua de costas.

5 comentários:

  1. tá pensando o que???
    minha amiga tbm é cultura hehehe
    olha vc consegue!!! e é mérito seu todos este quilos perdidos e vamos que vamos cada vez mais lindas!!!!
    bjocas
    e obrigada pela força!!
    sucesso

    ResponderExcluir
  2. Oi Lindona, arrasou de novo hoje, hein? Lindo quadro, linda descrição e só posso acrescentar que um homem como esse, que investe toda sua vida em um trabalho, só pode ter sido tocado pelo Divino, sendo Ele interpretado como cada um queira. Digo isso de todos os grandes gênios que além de viverem à frente de seu tempo e terem seus neurônios ampliados, têm também esse "Algo" mais. ... Ah e tem tb que no tempo dessas mulheres a gordura era beleza. Acho que nós nascemos em época errada! Beijos, querida e bom findi, já que vou viajar e acho que não volto pro blog antes de 2a. Bye

    ResponderExcluir
  3. Já disse q acho mto legal as pessoas que gostam de arte? hehehe
    Eu detesto, mas acho super interessante qdo alguem se interessa como vc.
    Menina... q quadro é esse?! ahahaha sem puritanismos, claro, pq de puritana, eu não tenho nem a orelha hahaha
    Adorei.
    beijocas

    ResponderExcluir
  4. amei a sua descrição da obra, amiga! post leve, e vc cada vez mais leve...
    =]

    ResponderExcluir
  5. Adoro suas análises de obras de arte! Vc vê umas coisas que passariam naturalmente despercebidas por mim (como as lésbicas, por exemplo, rsrs). Muito legal!

    ResponderExcluir