Sexta Linda

Escolhi uma pintora que foi indicação da Papoila a um milhão de anos atrás. Eu já tinha pesquisado algumas coisas dela, mas só agora resolvi o que postar.

Paula Rego - Portugal - 1935

O primeiro quadro mostra uma mulher se arrumando para alguma coisa especial. Meu primeiro pensamento é ela experimentando um vestido de casamento numa loja. A moça de terninho é atendente, e o moço ajoelhado é o "alfaiate" digamos assim.

O vestido é grande e lindo! Amplo e armado. De um branco luminoso que brilha azul. O chão é coberto de um tapete, que muda de cor lá mais pra entrada da loja. Há uma criança impaciente esperando sentada jogada numa cadeira. A parede é verde.

A atendente é mais que magra. É um tipo barbie inexistente no mundo real. Essa pintora pinta muitas mulheres assim, acho que ou ela tem problemas para se aceitar, ou ela acha isso extremamente sexy.


O segundo quadro mostra um pessoalzinho dançando ao luar. Tem uma grávida, um casalzinho novo, um trio de irmãs, uma mulher sozinha e um tanto mais velha.

O mar bate no rochedo lá longe, e os cabelos são jogados pra lá e pra cá pelo vento fresco do mar.

O que mais me chamou a atenção nesses dois quadros foram as cores. São apenas algumas cores, o verde é verde, o azul é azul, o ocre é ocre. Não há muita variação no tom das cores.

As sombras são marcadas e bem definidas. Os vestidos têm sulcos bem marcados.

Não gosto muito da fisionomia dessas pessoas. Me parece sempre que elas se fazem de boazinhas mas que estão tramando alguma coisa.

Aí entra outra questão que me fez duvidar enormemente dessa pintora! Ela pinta umas crianças em umas posições muito estranhas. Todas muito sexuais. Para mim pelo menos. Uma menção ao abuso sexual consentido. E pior, a manipulação sexual que as crianças fariam aos adultos.

Eu não entendi, então preferi mostrar o que eu gostei, e não o que não gostei. Se alguém conhece melhor a ponto de entender, pode me contar!

Comentários

  1. Oi Minha querida, depois de uma volta ao mundo olha eu aqui de novo!! Já deixei e-mail e recados no Twitter prá vc, mas acho que vou continuar comentando por aqui e deixando o tal comunicado aberto a comentários cfe expliquei.

    Mas, prá variar sua sexta linda está linda mesmo, mas engraçado que apesar de gostar dos quadros, não escolheria para colocá-los em casa não. Tenho uma tendência mais ao abstrato e ter "pessoas" a mais em casa me soa meio estranho, hehehe. Bom, tá na hora de começar o almoço. Semana que vem vou me regular melhor nos horários até pq o fim de semana vai ser uma secura só de net. Bjs. Zá

    ResponderExcluir
  2. Oi Go!!!
    Digo e repito: AMO AS SEXTAS LINDAS hehehhe
    COncordo com a Zá, os quadros são até bonitinhos, mas não curto ter fotos de estranhos em casa rs...
    Um beijo, bom fim de semana muié.

    ResponderExcluir
  3. Eu não conheço ninguém que fique indiferente ao trabalho da Paula Rego, há quem odeie com paixão até!

    E talvez seja das poucas pintoras que aborde temas controversos : o aborto ilegal, a pedofilia, o abandono das crianças, a violência doméstica... alguns quadros são um verdadeiro murro no estômago, que nos fazem reflectir sobre as nossas crenças, preconceitos...
    eu gosto... mas nem sempre consigo ver vários quadros de seguida :)

    adorei o tatu! eu n sabia q existia mesmo! :))

    ResponderExcluir
  4. Adorei o quadro, muito legal viu? E essa das posições sas crianças eu nw sei, pq nw conheço a pintora.

    Quanto ao que tu comentou lah,se vc passasse do meu lado na rua eu nw ia te cumprimentar pq sou metida mesmo, ahahaha... Não que nw cumprimente as pessoas que conheço, eh que nw olho pros lado smesmo, rs... Já se você viesse bem em frente....


    Enfim, bjoooooooooooo


    FUIZ...

    ResponderExcluir
  5. Ôpa! Pelo jeito se aprende mais aqui no blog do que lá no flog, onde costumo postar com mais regularidade.
    Gostaria de voltar...
    SF.

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro as sextas lindas!
    Só não tenho uma opinião formada sobre essa Paula Rego ainda.
    Bjoka Gô!

    ResponderExcluir
  7. Estava precisando ler esse seu post "Desespero e Meta", obrigada. Nos últimos dias, tenho me sentido paralisada, esperando que as mil coisas se resolvam sozinhas, sem saber por onde começar.Como é difícil reagir às vezes.
    Um beijo grande e força aí com seus afazeres.

    ResponderExcluir
  8. OI Gô!

    A cada post um aprendizado...

    Olha eu não sei bem se gostei ou não..acho que até gostei mas não para colocar em uma parede da minha casa..sei lá.

    bjs e uma ótima semana!

    lidi

    ResponderExcluir

Postar um comentário