7/24/2008

O que é o mestrado

Vou tentar explicar o que que é essa história de mestrado. Eu fiz engenharia de computação, um curso bem especifico se for considerar toda a sorte de coisas que há no mundo. Mas um curso bem generalista, se for considerar o mundo da computação. Se vê um pouco de tudo, e assim se espera formar um profissional que se sairá bem, depois que aprender como se virar no emprego que arrumar.

Bom, assim como os médicos, os engenheiros de computação podem se especializar em diversas áreas. Eu, que não tenho jeito para oftalmologista, escolhi a área de sistemas embarcados (ou embutidos, ou embebidos, em portugal, ou embedded systems em inglês) que é a área que estuda os sistemas computacionais (ou seja computadores) que não são genéricos como os computadores que usamos em casa. São dedicados à uma tarefa, como por exemplo o computadorzinho que controla o microondas, que mostra a potência e fala pro motorzinho que existe lá dentro girar, ou emitir a onda necessária. Ou os computadorzinhos que
existem dentro dos celulares, ou dentro dos carros para fazer a injecção eletrônica. Essas coisas.

Pois bem, eu tive bem pouco desse tipo de coisa no curso da faculdade, então eu achei que seria legal fazer um mestrado para me aprofundar. O mestrado é quase como um curso de especialização, a diferença é que se espera que o aluno de mestrado aprenda a pesquisar, fazer pesquisa. Imagino que em um curso de especialização há mais aulas e mais
prática.

Uma vez decidido entrar no mestrado, eu fui procurar saber como fazer isso. No meu instituto (instituto de engenharia elétrica e de computação) há dois professores na linha de pesquisa de sistemas embarcados, então fui conversar com a professora (hoje minha orientadora) que já havia me dado aula e era dessa linha. Cheguei e expliquei os meus planos. Ela me disse como fazer e eu esperei meio ano até ela ter uma vaga para mim. Basicamente, era arrumar um
orientador e fazer inscrição.

Segundo a linha que minha orientadora segue, o curso de mestrado é dividido em 4 etapas, cada etapa 6 meses, totalizando 2 anos.

Na primeira etapa é a escolha do projeto, onde se lê um milhão de artigos de outras pessoas e se escolhe o rumo do projeto. No finalzinho dessa etapa já se escolheu qual será o artigo que será a
fonte principal e quais serão os outros.

Na segunda etapa é a definição do projeto. Nessa etapa é necessário escrever o que ela chama de Plano de Tese que deve descrever toda a intenção do projeto, o que será feito e como será feito. Não há ainda a implementação, mas há os passos dela. Ou seja, nessa fase é necessário criar um pseudo-código do algoritmo (um código que diz o que o programa vai fazer e como mas que ainda é em "linguagem humana"). Nessa etapa se fecha o projeto, assim foi meio ano de pesquisa e meio ano de definição do projeto. Se espera que o projeto esteja bem fundamentado em outros artigos e com referências boas na hora que se afirma alguma coisa do tipo "os elefantes macho são mais fortes", então depois da afirmação se coloca uma referência de um outro trabalho que já foi aceito pela comunidade que diz a mesma coisa. Ou seja, se afirmar alguma coisa, prove!

Até aqui tudo bem, é uma fase muito importante, porque é onde tudo vai ser definido. O meu plano de tese tinha 8 versões, e muita modificação foi feita até chegarmos (eu e minha orientadora) a um acordo a respeito de como calcularíamos o que precisava ser calculado.

Terceira etapa, implementação do pseudo-código em uma linguagem capaz de gerar um programa. No caso estou fazendo meu programa em C ele já tem uns 15 arquivos, com umas 500 linhas de código em média? Sendo que uns 8 arquivos só de estruturas? Acho que é isso, mais ou menos, o tamanho do meu código. Fiz tudo na mão e sozinha. Comecei a implementar (alguém aí lembra?) por volta de Março e estou terminado agora. Nessa fase o programa já é o final, não vai sofrer acréscimos, mas pode mudar, dependendo do resultado da verificação, realizada no finalzinho dessa fase.

Depois de passar pela verificação com varias entradas sintéticas (criadas da minha cabeça só para validar a saída) e uma ou duas entradas mais realistas, eu devo passar pela qualificação, que é
quando a banca vai avaliar e verificar se minha tese tem sentido, e se está nos padrões... Eu acho que é isso. A qualificação é o carimbo da banca de que eu posso escrever a tese que não será caso perdido.

Depois de qualificada, vou me presentear com um corte de cabelo, visto que estou a precisar.

Eu não conheço caso nenhum de gente que reprovou na qualificação.

Então, vem a última etapa. o início dessa fase é com a criação de um artigo que vai ser publicado em algum lugar. Como não cheguei aqui ainda e tenho mais com o que me preocupar, eu não sei onde eu devo publicar, estou deixando a cargo da minha orientadora. Tanto o plano de tese quanto o artigo devem ajudar muito na hora de escrever a tese. Tendo terminado o artigo, vou conseguir mais entradas (e com isso mais saídas) e vou escrever a tese.

O final dessa fase é defender (aqui que entra o He-Man, o Rambo e o Jiraya) e depois correr pro abraço!

Depois de defendido, ainda tem que mudar o que a banca pedir pra mudar (isso deve durar no máximo 1 mês, mas deve dar pra fazer em umas duas semanas) entregar tudo o que a secretaria pedir, pegar meu "diploma" falar com o cara da bolsa e ganhar mais $$$ =D

Para comemorar (além de ser uma pessoa livre) eu vou comprar um anel de ouro branco lindo! Eu me prometi um anel quando me formasse e acabei esquecendo da minha própria promessa. Agora eu vou comprar um melhor, pro mestrado =D

Sobre o tema do meu mestrado, eu já descrevi aqui, veja nesse post

5 comentários:

  1. Sua area é das que considero "area enjoada". Rs
    Em contrapartida, respeito d+ mulheres que encaram mundos ditos masculinos. 1000 pra vc, Gô!
    Vc é, como dizemos em BSB, cabeçuda (inteligente, CDF pra caracaslh...essas coisas), viu!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Qd inventares o computador perfeito pra micro-ondas, avida tá? detesto meu! lol
    mana, tu vais conseguir, sim!
    tá quase!
    beijo

    ResponderExcluir
  3. BOa sorte na qualificacao e na publicacao do paper!
    Quem sabe eu ate recebo uma copia?

    ResponderExcluir
  4. gÔ,
    eM PRIMEIRO LUGAR DESCOBRI PORQUE VC SABE FAZER TANTAS COISAS NO bLOG... vC É DA ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO!
    Outra coisa, Morri de inveja da sua orientadora, que organiza um plano pra sua jornada academica.
    No meu caso estou há três anos matriculada no mestrado e tive umas... 5 orientações.
    A cada encontro minha (des)orientadora pensa e fala uma coisa diferente da minha dissertação. Agora que faltam 3 meses pra depositar ela me conta que vai sair do Brasil.
    Mas naum desisto e vou continuando na luta tb pela dissertação defendida.

    Quanto a luta pela perda de peso essa vai bem mais devagar!

    ResponderExcluir