Blog action day

Você pode ter idéias de como acabar com a pobreza aqui

Esse ano, o pessoal do blog action day propôs um super tema, eu achei. Depois de conservarmos nosso planeta, afim de habitá-lo, o melhor é dar a todos a oportunidade para poder habitá-lo tão bem quanto você.

Assim sendo, o que você pode fazer hoje para diminuir a pobreza que existe perto de você? Já que você pode ler isso, escrito na net, você não está nem perto da pobreza de muitas pessoas do planeta. É só procurar no Google para ver um milhão das piores fotos de crianças barrigudinhas passando fome.

No meu ponto de vista, muito pouco eu ou você, podemos fazer por essas criancinhas. Não acredito que haja ato concreto capaz de chegar até lá, a menos, claro pegar um avião e ir parar lá. Mas isso não está nos meus planos.

Acho que nosso dever está em cobrar de nossas prefeituras por melhorias em nossa cidade (se toda cidade do mundo fosse 100% não haveria pobreza, certo!?) e olhar do nosso lado o que está acontecendo.

Dê prioridade ao mercadinho perto da sua casa, em vez de comprar a mesmézima coisa em uma super rede famosa. Compre roupa sem marca e feita na sua cidade. Não sei se há essa possibilidade em todo lugar, mas muitas vezes se paga mais caro exclusivamente pelo rótulo (considere pelo menos verificar se a qualidade é semelhante, antes de sair taxando). Tente sempre escolher a fim de favorecer o menor, claro, cobrando seriedade e profissionalismo, afinal o mundo anda é pra frente!

Quando precisar contratar uma empregada doméstica, veja se ela tem escolaridade, dê a dica para ela ir estudar. Acho que muito da pobreza vem da ignorância. Aumentar o índice de conhecimento da população faria com que ela escolhesse o próprio rumo. Não que o sistema capitalista permita que todos sejam ricos, mas ele é democrático a ponto de valorizar boas idéias e bons profissionais, e possibilita uma virada na vida, coisa que com outros sistemas me parece impossível.

Tente sempre levar conhecimento e amor aos lugares que passar. Não é porque o empacotador do mercado é ignorante que ele precisa continuar assim, as vezes as pessoas não sonham mais porque simplesmente não sabem que existe mais.

Ah! Não acho que eu precisaria falar isso aqui, mas vai o puxão de orelha ao paraquedista que cair. Nada de usar os serviços das meninas que acabam sendo agenciadas por aí! Ou comprar filme "especializado" sem que seja das "atrizes" que ganham verdadeiramente dinheiro com isso. Coisa mais idiota! Com tanta mulher que é por que quer.... bah!

Tente, pelo menos. Olhe o problema e veja se está a seu alcance fazer algo, pelo menos para aqueles que estão do seu lado.

Pobreza nutricional

Trazendo agora para o lado da RA. Ainda há a questão da pobreza nutricional. Quantas pessoas são obesas porque acham que comer bucho e panceta é mais barato do que fazer uma refeição saudável!? Nesse caso a falta de conhecimento é que determinante nesse problema. Afinal, é caro fazer uma sopa de legumes!?

Não seria melhor comprar um pouco menos de carne e completar com folhas refogadas!? Ou então fazer uma torta de legumes com trigo e cereais!? Tenho certeza que enche muito mais a barriga e além disso não mata nínguem do coração!

Aqui, nosso dever é de tentar mudar a cabeça dessas pessoas que não se contentam em ver a banha em promoção e ir lá e comprar! (ô assunto nojento! Me lembrei do carcanhá do marido da Zá)

Bom, eu fiquei por aqui porque eu já acho nojento panceta (aí tem outro nome!? aqui panceta é um baconzão, cheio de gordura, meus tios levam pra torrar na churrasqueira e depois comem! eca) e esse assunto de pobreza me deixa deprimida. Afinal, é muito mais culpa dos grandes, e nós que somos pequenos temos que tentar remendar.

Fui.

Comentários

  1. vamos educar o povo a comprar a xepa do sacolao!!!
    aqui tem o raio do "pork belly"
    eh so gordura, eh baratinho e todo mundo compra... eca
    duas vezes na semana temos refeicoes vegetarianas por motivos religiosos (na quarta-feira pra Santa Maria e na Sexta pra Jesus) E eh muito bom nao comer nenhum produto animal nesses dias... ta certo que ontem encaramos uma batata frita com salada e pao sirio (da um sanduba fantastico) mas nao eh sempre que isso acontece...
    Beijos

    Flori

    ResponderExcluir
  2. Oi, mana!
    ontem acabei por n comentar o teu post :S

    Há muita coisa que podemos fazer e que nem nos custam nada. (A parte do não custar nada é importante porque o povo tá cada vez mais preguiçoso e egocêntrico, né?)

    Podemos dar roupa que já não usamos, livros escolares que já não precisamos, pratos, talheres, sei lá... coisas que substituimos por outras mais novas e lindas e q acabamos por meter num canto da casa.
    Aqui ao meu lado, há uns 4 anos, tinhamos um casal de brasileiros com 3 filhos e q tinham... um prato! comiam à vez, acreditas?
    às vezes perto de nós há muita probreza escondida, n é só quem vive em barrocos que passa fome, necessidade. Não é uma questão de desprezar a pobreza em Africa ou assim... é uma questão de agir localmente, fazer a nossa parte.
    Aqui há algumas associações de proteção e ajuda a imigrantes ilegais , mas muitos, por desinformação, pensam q se pedirem ajuda isso significa logo expulsão do país. Há aqui logo dois tipos de pobreza: a material e a cultural, de informação. E esta última é a pior, já que fecha as pessoas com medo, incapazes de saber onde pedir ajuda, ajudando a perpetuar a miséria.

    No caso dos portugueses, temos muito aquilo a que se chama "pobreza envergonhada", isto é, a classe média perdeu mt poder de compra. Tem casas razoaveis ou boas e tal, mas neste momento lutam muito para pagar as contas. Fecharam muitas empresas com a deslocalização das unidades fabris para países de leste e ásia.
    Coisas que eram básicas há dez anos, agora estão a tornar-se um luxo para a maioria da população. o tuga médio perdeu cerca de 30% de poder de compra! é brutal!
    poucos casais se atrevem a ter mais de um filho, por exemplo... dois filhos é quase luxo... 3 ou mais é coisa de gente rica.. (ou de pobres muito pobres q vivem à conta de subsídios do estado...).

    Bom... isto dava pano para mangas, né?
    mas só sobre alimentação: eu compro a maioria dos legumes e frutas em feiras ao ar livre: tem ppequenos produtores q vendem lá por n conseguir entrar no circuito da grande distribuição. Geralmente oa alimentos são de melhor qualidade e mais baratos. A win-win situation, como dizem os "camones".
    beijão

    ResponderExcluir
  3. Gô também é cultura! rs
    Talvez vc nem se lembre de mim, mas... Sou a Vyvy, do EGPP (www.egpp.blogspot.com). É que andei um tempinho afastada da blogsfera. Mas agora decidi voltar - e até criei um novo blog, o www.meudiad.blogspot.com. Adoro seus posts, vou vir depois com calma pra ler mais... Bjins

    ResponderExcluir

Postar um comentário