Uma semana de Sobrinho

Então que meu sobrinho veio, e com a capacidade que só os recém-nascidos têm de ocupar todos os espaços da casa.

Ele ficou no quarto onde guardamos o computador e os sapatos. Então passei uma semana usando somente 2 sapatos que guardei no meu quarto, e sem rede, porque a tomada do roteador foi utilizada (a maior parte do tempo) pelo abajur do Sobrinho.

Ele é muito fofo, e quase não dá trabalho, mas a bagunća que a casa fica é tamanha que quase nos esquecemos de como era antes da chegada dele.

A ótima notícia é que domingo minha irmã já voltou pra casa dela, e eu e minha outra irmã já limpamos tudo, e eu até já lavei o banheiro e umas toalhas cagadinhas. A casa já é nossa outra vez (suspiro)

Meu sobrinho é muito lindo, e eu adorei passar essa semana com ele, mas todas concordarão que ter um berço no quarto de estudos, uma mãe dormindo na sala e uma banheira no banheiro (sem contar um carrinho por todo lugar) não é nada confortável. Mas acho que antes do fim da licença ela volta!

Na semana passada descobri um erro fatal no meu código. Estou mais uma vez lutando contra  o ímpeto de largar tudo, xingar minha orientadora e matar a  "mestranda" que existe em mim =P hehehe. Mas, com o Sobrinho, não tive muito tempo de me descabelar. Essa semana pretendo resolver mais esse, e com a ajuda de Deus e todos os anjos e santos, finalizar essa questão e partir pro resto (porque o resto é enorme)

Hoje acordei com outro ímpeto. O de anotar o que eu vou comer. Vou fazer isso hoje, e só por hoje, vou ficar entre 1300 e 1400.

Ah! E minha semana acaba na quinta, porque sexta é feriado na cidade onde trabalho! Mas não na cidade onde compro roupa! Não é perfeito?

Comentários

  1. Sempre que ouço esse tipo de relato, fico me achando uma monstra...porque não me empolgo com bebês!?!
    Prefiro minha sobrinha agora, na fase pré-adolescente, meio mau-humorada haha...

    ResponderExcluir
  2. Adoro crianças... mas não por muito tempo. hehehe
    Fui professora em uma creche por dois anos e acabei com toda a minha vontade de ser mãe.
    Eles são lindos, mas matam a gente de cansaço.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Hehehe, agora vc pode imaginar como era minha vida de solteira que morava com a mamã e tinha nada menos do que 11 sobrinhos de todas as idades que adoravam a casa da vovó, rsrsrs.

    Obrigada pela visitinha e embora nossos caminhos tenham se desencontrado nas questões de peso, a luta continua, companheira.

    Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário