Marquei a data

Marquei a data do meu casamento com o Lindinho! Será no feriadão de sete de setembro, desse ano. No sábado, ou seja 04/09/2010

Toda a questão do "até que a morte os separe" ou do "tédio no casamento" ou da "rotina" não me assustam, definitivamente.

O que me assusta é ter que contentar as espectatívas da minha mãe, do Lindinho, dos convidados (que eu nem sei ainda quem são e qual será o critério, acho que vou usar a afinidade, né Bial!? Vou votar com o coraćão), e juntar tudo num panelão e só tirar os meus!

Acho que quem passa por aqui sabe que eu tenho idéias malucas, estapafúrdias e maltrapilhas a respeito do assunto "meu casamento". Escrevi isso uma ou duas vezes já.

Como o Lindinho não aceitou fugir comigo e ir casar vestido de Élvis comigo de Marilin lá em Las Vegas (muito menos cantar love me tender, isso magoooooooooaaaaaaaaaaaaaa), vou fazer uma adaptaćão tupiniquin (que não mogoe minha mãezinha)

Aqui, vale lembrar que vou precisar de terapia. De ajuda profissional (da área psicológica e psicomotora). De ombro amigo (uns 4, no mínimo). E de muita encorajaćão (existe essa palavra?)! Por isso que eu estou aqui chorando minhas pitanguinhas verdinhas e bichadinhas.

Lógico que se eu tivesse nascido em berćo de ouro, fosse uma playboy fêmea, não tivesse amor ao meu rico dinheirinho e não fosse apegada, lógico que eu faria uma festa de arromba, com direito a 500 convidados, recepćão em hotel com piscina, lembrancinhas mil, festa de recepćão dos convidados um dia antes, e tudo mais que a gente vê nos filmes (Lindinho, eu queria ir no club das mulheres também, mas deixa isso quieto, ok!? Pega mal)

Mas, minha realidade realística é outra! Estou procurando o muquifo-próprio, vou comprar um carrinho popular 1.0 sem ar condicionado e flex (barateando no último). Tenho muito apego no meu $$$ e não tenho 500 convidados (só se eu chamar o bebado da rua! O visinho do bêbado e seu cachorro)

O que eu quero, do fundo do meu coraćãozinho borbulhante e quentinho, porém machucadinho. É fazer uma cerimônia simples. Linda, mas simples. Com uns 100 convidados, meus parentes e meus amigos. Na capela onde eu costumo assistir as missas. Pequena, mas com mais referências a minha personalidade do que uma igreja maior e mais bonita. E não quero festa.

Quando eu disse pra minha mãe que eu não queria festa ela magoou! Pode? Ela que sempre falou que festa é um desperdício de dinheiro! Bom, eu não quero festa. Muito menos levar meu povo pra uma churrascaria depois e encher o bucho deles. Eu não quero isso! Mas ela quer =( Até disse que paga.

O que eu quero mesmo, e vou fazer (já está esquematizadinho tudo aqui) é um chá de cozinha! Aí sim. umas 20 ou 30 pessoas que realmente importam! E uma festinha legal, que dê pra conversar com minhas amigas que vão vir de longe.

Marquei a data na semana passada. Nas minhas férias. Foi meio chocante pra minha mãe, que está toda tristinha porque eu vou sair de casa. Se o mundo fosse ideal, eu ia querer ficar morando com ela pra sempre só pra não ter essa roptura e deixá-la triste. Mas eu quero ir viver minha vida com meu lindinho. (e poder ter aquela bundinha linda 24h por dia 7 dias por semana)

Vejam que o que deveria ser "o dia mais feliz da minha vida" está meio nublado. Eu tenho pensar "no meu casamento" como um ritual de passagem, como os indiozinhos que precisam deixar de ser meninos e virar homens. Penso que minha recompensa será a lua de mel com meu lindinho, longe de todo mundo.

Forćas pra mim!

Comentários

  1. ai o casamento..o que dizer????.. bom sei la.. UMA ÓTIMA TERÇA AMIGAAAAAAAAAAA...kkkkk bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, estou voltando com meu blog, aparece por lá...

    Querida nem sempre dar para a gente fazer oque as outras pessoas gostariam que nós fizessemos, sei o quanto sua mãe é importante para vc por que eu ttb amo a minha imensamente, mas este deve ser o seu dia então pense e faça tudo de acordo com oque vc e seu futuro marido gostam e se "puder " ceder em alguma coisinha para sua mãe ficar felizinha faça mas não comprometa seu dia, desculpa posso estar falando bobagens até por que nunca casei mas é minha opnião de coração. Nada de achar que esta nubladinho para com isso essa deve ser uma data pra lá de especial é linda!!!

    Felicidades hoje e sempre.

    bjus

    ResponderExcluir
  3. Parabéns! Desejo-te muitas felicidade! :)

    Beijo grande!


    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Putz quantas informacoes. Vamos por partes. Mae e pai é tudo igual. Pra eles tem que ter cerimonia, padre, casamento direitinho, etc... E vc vai ser assim com teus filhos lindinhos tbem. Eu te digo que é bacana casar, é bacana a cerimonia em si. Daqui uns 30 anos vc vai lembrar da data e ver que foi importante fazer tudo... Dar festão , hj em dia, é coisa de rico. Eu faria diferente, casaria de noiva, linda e charmosa, e serviria bolo e champagne para os amigos. É chique, é simples e nao fica nada over. E nao é tão caro assim. Vc brindaria sua nova fase com as pessoas que vc gosta e ia dar boas risadas. Sabe que uma coisa que me arrependi foi nao ter lua de mel, eu tava durissima e nao viajamos, hj eu me arrependo pacas. Eu deveria ter pago em 24 x mas ido em um lugar gostoso e aproveitado muitooo. Desejo boa sorte nas suas decisoes. Inclusive na aquisição do cafofo.
    Bjks mil...

    ResponderExcluir
  5. Oi, GÔ!
    Eu sou contra festas total.Ainda mais quando é pra agradar os outros. Mas meu desejo sincero é que tu sejas muuuuiiiiiitttoooo feliz com teu lindinho! E outra coisa: mesmo morando longe de ti, quero participar do chá de panela, nem que seja pelo correio, viu?
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Uia, seremos quase vizinhas de casamento: dia 01/09 comemoro 3 anos de casada :o)

    Casar é muito bom, te juro! Desejo que vocês sejam muito felizes e que seu larrrrr seja cheio de amorrrr!

    Claro que os preparativos são o stress, no final eu já tava que nem o Rabujento/Mutly, quase espumando. E não vou negar que no começo dá uma saudade desgraçada da mãe, é um infeeeerno. Mas nos concentremos nas coisas boas: a saudade vai passando e ter sua casinha e seu maridinho é uma delícia!

    Até fizemos festa, a mais barata que conseguimos encontrar, mas o mais legal mesmo é o vestidón (é bom ser noiva, todo mundo te dá atenção) e a lua de mel, né, tem que aproveitar porque se casa só uma vez (menos as artistas, que se casam 200 vezes).

    ResponderExcluir
  7. Oi querida!

    Bah, então decidiu enfim e marcou a data! Muito bacana!

    Olha, entendo todas essas suas preocupações. Eu bem sei o quanto andei malua desde que marquei a bendita data. E eu também, se tivesse tido opção, não teria feito festa nenhuma, rs... Mas é assim mesmo, fazemos as coisas mais pelos outros do que por nós mesmas.

    E esse é definitivamente um rito de passagem. Porque depois dele nada volta a ser como antes. As mães ficam todas tristinhas, os pais também, as irmãzinhas de 10 anos... E fica um tempão em que a única coisa que eles sabem dizer é que sentem saudade. Ponto final. Como se você fosse a "abandonadeira" de berço, rs... Ok, deu pra peceber que esse é meu atual drama, ok? Hehehehehe...

    Enfim, muita força e serenidade pra ti! Se precisar de alguma ajuda, só gritar!


    Beeeeijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Queimadura de limão

Doce de goiaba caseiro

Lava-Louça Enxuta Automática