Mas não tá gostoso?

Pensando alto nas minhas tarefas casamentísticas dessa semana, reclamei que seria mais uma semana cheia (quinta tenho ensaio fotográfico de antes do casamento - o que vai me deixar nervosa com os preparativos até lá, bem como se fosse uma prova!)

Minha mãe do lado já lançou um: mas não está gostoso?

Não, não está. Está estressante. Casar entra na lista das coisas pelas quais não quero mais passar na vida: fazer uma graduação, fazer mestrado, fazer prova de auto-escola, casar!

Estou ansiosa que passe tudo, que eu esteja na bahia, segurando minha águinha de coco (ou suco, ou whatever!) Tô achando muita pressão, muita necessidade de acerto, muita coisa...........

Semana passada fui fazer prova do vestido e do cabelo. Coisas que estavam me deixando super ansiosa e nervosa e estressada. Saí da prova do cabelo com crise de casamento. Como pode tudo isso ser assim tão necessário? Meu, é só um casamento.... daqui a 3 anos vamos largar, ou vamos morrer, ou vamos brigar jogando copos na cabeça um do outro, com os vizinhos ligando para a polícia como qualquer casal normal. Não é Jesus Cristo descendo dos mais altos Céus para mais um sermão da montanha.

É só mais um casamento entre duas pessoas que acham que se amam o suficiente até descobrir que precisam pagar mais um boleto atrasado.

Tem semana que no serviço é o maior estresse! O chefe liga, manda email, me deixa super estressada e com vontade de matar meio mundo! Mas aí sim, é uma correria que é gostosa. Sempre nesses dias saio com a sensação de vitória! Não a sensação de derrota que saí da prova do cabelo. Derrota de quem não conseguiu fugir do sistema.

Mas tudo bem, vamos assumir que eu não tive coragem de fugir, quando era isso que eu queria.

Então vem a outra parte. Já comecei a receber os presentes dos meus parentes. Eles ficam felizes com a participação do meu casamento, mesmo de longe, só com um presentinho e com a ida na festa no dia. Vendo isso eu dou razão pra minha mãe. Quando uma pessoa se casa, tem obrigação de fazer o ritual completo, chamando a família toda. É o que todo mundo espera. É o que todo mundo quer.

A notícia boa é que tudo que se refere a bahia me deixa super feliz, entusiasmada, empolgada e serelepe! E esse final de semana comprei A Minha Havaianas! Sendo assim, só falta jogar todas as minhas tralhas num saco, e rumar-me para o aeroporto =P (com o lindinho mais macio e fofinho do mundo inteiro - quando tenho crise de casamento, me lembro que estou casando com meu lindinho, e no dia depois de amanhã eu vou estar enroscada no suvaco dele, de preferência com uma visão do paraíso lá fora, com uma bahia ensolarada me chamando)

Próximos passos rumo ao casamento;

* ensaio fotográfico - fazer unha, decidir como dar um jeito na juba em casa, maquiagem
* ligar pra marcar a unha do dia
* ligar na floricultura para marcar hora no sábado, últimos ajustes de 15 dias antes (pagar)
* decidir cama e colchão

AHhhhhhhhhhhhhhhh amanhá - terça - chega meu fogão presente do meu tio =P

Comentários

  1. Gô,

    Casar é estressante mesmo...mas passa e, no meu caso, não deixou saudade.
    O melhor dia é o day after! ou o primeiro da lua-de-mel, que foi o meu caso.
    Fica tranquila.
    Daqui a pouco isso tudo fica só nas fotos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gô

    Não fique assim!!!

    Casar é estressante mesmo, mas no meu caso eu fiquei com a sensação boa de ter cumprido todo o ritual direitinho e não me arrependo.

    Quanto a brigar daqui a três anos como você descreveu: "como qualquer casal normal" depende muito.

    Eu também achava que era normal brigar que nem cão e gato porque cresci numa família que até hoje não se respeita. Meus pais brigam muito e se ofendem muito.

    Então quando eu conheci a família do meu marido (só depois de dois anos conheci ele, porque o meu melhor amigo é primo dele), percebi que era possível viver muito anos com uma pessoa sem "se matar".

    Vi que existem problemas sim, mas que existem maneiras de resolvê-los. Sabe aquela história de que quando um não quer, dois não brigam? É a mais pura verdade!!!

    Quando surge um problema aqui em casa, um ou outro fica quieto,mesmo explodindo de raiva, porque depois passa. Eu só estou te contando isso porque eu também achava que era impossível viver bem depois de anos, afinal também é isso que a TV mostra.

    Não estou casada há tantos anos (só 6), mas já passei dos três que você mencionou no post.

    Amiga, paciência, que já está acabando esse estresse.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. me identifiquei prá caramba... eu sempre digo que tem coisas que não encaro novamente... uma delas é aprender a tocar um instrumento musical (hahaha) será que ando muito preguiçosa?
    mas me diga, o que seria da vida sem estes estresses??? a gente não valorizaria os bons momentos de sossego que vêm após...

    ResponderExcluir
  4. oi menina qeu agitação hein mas fica tranquila vai dar tudo certo e depois é só curtir a lua de mel e aproveitar toda a felicidade de um casamento, e que seja muito muito feliz beijos

    ResponderExcluir
  5. HUuhauhauhauhauhauha Gô, chorei de rir com seu post. Só me contive um pouco pq estou no meu local de trabalho, hahahahaha. Pois é, acho que tudo "vareia" de família pra família. Tenho 2 irmãs 'juntadas' e 1 casada. Cada uma fez o que quis, do jeito que quis. E eu continuo solteirona. Só não sou a tia solteirona, pq nenhuma irmã me deu a glória de ser tia de verdade, hahahahahha. Enfim, família. É sempre o ponto estressante da relação. Se conseguirmos mantê-la longe de nós, melhor. huauhauhauhuhauhaua. Ah, só pra constar: amo minha família, procuro estar sempre presente na alegria e na tristeza, mas deixo claro que vivo a minha vida como escolhi. Beijão!!!!!!!!!!!! Cris

    ResponderExcluir
  6. Oi Gô!

    Reclama não.. a Bahia vai fazer você esquecer di tudo bichinha! Só de ver aqueles morenu dançanu...

    Brincadeiras a parte, faz parte! Eu não teria paciência pra metade do que você tá fazendo.. te admiro!

    Bjkas e ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Amore, é aquela coisa: é ruim, mas é bom, rs...

    Eu te entendo, até pq ainda tenho as lembranças desses dias fresquinhas na minha memória, rs...

    Eu tbm preferia uma coisa simples, e acabei num catatau por fazer o que os outros queriam. Mas depois a gente sai com aquele sens de dever cumprido.

    Já pensou em algo diferente, tipo, a tua cara pra fazer na festa? Eu fiz umas coisas bacanas, qualquer coisa me manda um e-mail que te dou um help.

    Os últimos dias sã cansativos. Lembro de todo mundo me mandando ir dormir na véspera, pq eu estava tda cheia de olheiras, me tratavam como se eu fosse uma boneca de vidro e eu até achei legal, hahaha! Mas fui dormir 4h da manhã na véspera, terminando as lembrancinhas. E é assim, e depois a gente ri demais.


    Vai valer a pena, suvaco dele vai valer a pena, rs.


    Beeeeeijo!

    ResponderExcluir
  8. Ai que lindo Gô...eu acho que deve estar gostoso sim...rs
    è muita novidade, e é vc preparando tudo para o seu dia. Vc vai ver como vai valer a pena.

    Beijosss

    ResponderExcluir
  9. Aaaaaaaaaaaaah, eu tô assim: me estressando, recebendo presente, sendo paparicada, aliando graduação ao trabalho e aos preparativos do casamento. Maaaaas, concordo com sua mãe e digo que tá gostoso! kkkk Quero muito que chegue logo porque não sei até quando vou aguentar tanta agonia. Sexta é meu chá de cozinha e eu estou nervosissima. Imaigna quando for meu casamento? kkk Boa sorte aí! Vai dar tudo certo!
    ;*

    ResponderExcluir
  10. Oi Flor, qdo eu tava em processo de emagrecimento sofri muito, fiz um esforço enorme, mas hoje posso dizer que valeu a pena!! Tô mantendo o peso há quase 3 anos e hj me sinto mil vezes mais feliz com a auto estima lá em cima. Vale a pena cada minuto, vc vai ver como compensa!!
    Beijos e força
    Catita
    http://catitacacau.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário