11/17/2010

Retorno ao trabalho

Semana que vem é meu retorno ao trabalho. Volto na terça.

Já estou bem mais acostumada com o muquifo, estou começando a pegar amor, inclusive. Ah, meu marido continua sendo o lindinho mais lindo do mundo.

Ainda tenho apego a minha "antiga" vida. Acho que nunca se perde esse gostinho de "minha casa" que a casa da mãe tem, né? Apesar disso me atrapalhar um pouco em relação à aceitação ao muquifo, eu gosto muito! Estou também tentando chamar a casa da minha mãe de "cada da minha mãe" e não de "lá em casa".

Também estou começando a ficar com frio na barriga de voltar ao trabalho. Adoro meu emprego de verdade (apesar dos perrengues básicos e clássicos que todo emprego tem), mas estou com friozinho na barriga da "vida de verdade nua e crua" que vai recomeçar.. Acho que é isso....

Essa vida de gente que não trabalha é muito boa! Principalmente porque tive tempo de fazer umas coisinhas:



Olha só que lindinha! Fiz essa caixinha de presente de natal pra minha irmã mais nova, e na tampa coloquei esse passarinho azul usando a técnica do patchwork no isopor! O acabamento do desenho ficou porco, mas foi a primeiríssima vez que fiz alguma coisa desse tipo, não sabia direito nem se eu iria conseguir! Só vendo trabalhos prontos da net e assistindo uns filmes no youtube. Acho que pra primeiro trabalho está ótimo!

Bom, semana que vem eu volto ao normal. Afinal, o normal é trabalhar, né?

3 comentários:

  1. Oi Flor,td bem ....
    Realmente da frio na barriga neh,parece até o primeiro dia rs
    A caixinha ficou linda,acho barbaro ganhar presente feito pelas mãos de quem amamos,parece que tem mais carinho,Parabéns !!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oie Gô!

    Saudade de vc!

    Vou te dizer que na época que trabalhava (até março desse ano) eu tinha todas os medos que vc tem, agora, depois que parei, to muito bem.. a vida é boa mesmo.. rsrsrr

    Ficou linda a caixinha! Sugestão: Faz uma pra sortear, vai dar um super ibope, tá linda mesmo!

    Bjka no coração!

    ResponderExcluir
  3. Oi querida!

    Bom ver a tua saga da vida "nova", pela qual eu ainda estou passando, rs.

    Até agora não me acostumei a chamar a casa da mãe de "casa da mãe". Meu marido e eu ainda tratamos as casas dos nosso pais como "lá em casa", hahaha" Acho que demora a perder esse costume. E o gostinho de ser nossa casa ainda. Já o meu apartamento já consigo chamar de minha casa, realmente já estou adaptada. Mas o mudar de cidade é o que foi e tem sido a mais difícil adaptação, apesar de eu já estar familiarizada, conhecer bem e gostar muito daqui. mas quem disse que seria fácil né?

    Um dia vamos conseguir nos ver como "donas de casa", criando uma família nova.

    E eu amei a caixinha. Preciso começar a redirecionar minhas energias para trabalhos manuais.

    Beijão meu bem!


    FUIZ...

    ResponderExcluir