TPM

O título é simples, porque uma das emoções mais básicas e simples que a humanidade sente é o ÓDIO.

E semana passada eu estava cheia de ódio. Daquele tipo que pode levar a mais calma pessoa cometer um assassinato com requinte de crueldade e motivo torpe.

Eu comecei a sentir efetivamente na terça. Quando um cara do trampo mandou eu fazer um teste idiota que ele deveria ter feito, mas não, pediu pra eu fazer (e parar o que quer que eu estivesse fazendo pra perder uma tarde inteira MINHA, porque a tarde dele é mais preciosa do que a minha, né?)

Bom, normalmente eu fico nervosa, mas na terça eu fiquei perigosa! Porque se ele falasse mais um ai eu pulava no pescoço dele no mau sentido!

Depois, eu acordei com a macaca na quarta. E depois eu entendi, já tinha tempo que eu não sentia! Era a TPM.

Sabe, depois que comecei a tomar o belara, até que eu senti melhoras. Eu não tenho mais cólicas no primeiro dia de menstruação, no máximo uma dorzinha. Eu não sentia mais essa vontade de gritar e assassinar. Claro, além de saber exatamente o dia em que eu precisaria ficar esperta.

Mas, eu já estava sentindo que aquela dorzinha estranha duas semanas antes da mentruação esta de volta. E tinha sentido uma certa irritação. Tinha até brigado com o Lindinho (primeiro sintoma efetivo). Esse mês eu briguei várias vezes com ele.

Agora, estou esperando a dita cuja pra amanhã. Nos primeiros meses ela apareceu na quinta feira depois do último sábado de comprimido. Mas na última vez ela apareceu na quarta! Já devia ter me ligado....

Eu não sei direito, porque, vejam só. Em julho eu comecei a tomar. Em agosto quebrei o braço e me afastei do mundo até novembro (voltei a trabalhar em 25/11/2010). Sendo assim, tenho dezembro, que foi natal; janeiro, que também não conta; e fevereiro, que é mês curto e de carnaval. Ou seja, eu acabei de voltar pro trabalho!

Será que é meu corpo já acostumado com o hormônio sintético (ou seja, não tem mais cheating para TPM) ou é meu trabalho que me deixa estressada e faz com que a TPM seja intensificada?

Não sei a causa, e duvido que eu consiga descobrir tão cedo (afinal, não planejo pedir as contas) portanto, para o bem geral da nação (ou seja, a homarada que trabalha comigo e o Lindinho que mora comigo) eu resolvi desenvolver um plano de contingência para a TPM do próximo mês. =D

Mas isso são cenas do próximo capítulo!

Comentários

  1. Uso Belara e digo: com ele é tudo muito "às vezes sim, às vezes não". Às vezes tenho cólicas (mais leves, claro), às vezes não. Às vezes tenho TPM braba, às vezes não, nadinha. Termino o último comprimido da cartela na terça. No começo, a partir de quinta-feira eu começava a ficar esperta. Então passou pra sexta. Ultimamente a danada dava as caras só no sábado, e nesse mês foi na quinta-feira novamente. Ou seja, o Belara é meio imprevisível. Mas pelo visto o efeito contraceptivo é bom, por aqui tá tudo certo ainda, depois de uns 2 ou 3 anos usando, hahahaha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gô, duvido que exista algum 'trabalho' que não nos tire do sério... juntou com TPM então, sai de baixo! rsrsrsrs Bju! Cris

    ResponderExcluir
  3. Realmente, nós que sofremos de TPM temos que nos segurar nesses dias.
    Me deram uma pontinha de esperança esses dias... talvez, se controlarmos a ingestão de alimentos inflamatórios, se conseguirmos modular o estresse, os sintomas de TPM somem.
    Afinal, TPM não é um estado normal do ser humano... sinceramente, acredito nisso sim.
    Vou estudar mais a respeito. Tentar usar em mim depois te conto.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo seu blog
    ja estou te seguindo!
    conheça o meu blog, tem sorteio lá
    e dicas de beleza, confira!
    http://coisasdeladdy.blogspot.com
    bjs e boa sorte!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Queimadura de limão

Doce de goiaba caseiro

Lava-Louça Enxuta Automática