1/26/2012

Diminuindo o tamanho das porcoes


Eu almoço no restaurante por quilo todo dia. E eu adoro.

Porque lá eu posso comer o quanto de salada eu quiser, que tipo de carne eu gosto mais, e posso evitar os carboidratos.

Porém, é ruim porque tem sempre uma infinidade de frituras, as quais eu devo evitar.

Normalmente eu evito até que bem, o problema está quando eu não evito, né?

Mas enfim. Eu estou num dilema danado. Quanto eu devo diminuir minha porção para eu ainda me alimentar direito? Será que se eu for em alguma nutricionista ela é capaz de me explicar isso?

Eu costumo pegar uns 350 gramas de comida (meu prato pesa isso, com tudo dentro). No dia que eu exagero pelo uns 450. No dia que estou faminta e parece que vim caminhando da Amazônia eu pego uns 500, mas é raro.

Além disso, eu não faço idéia de como avaliar a "densidade calórica" das comidas. Afinal, alface quase não pesa e quase não tem calorias, mas o tomate pesa bastante mas ainda com poucas calorias.

Estive pensando isso hoje, será que eu conseguiria me reeducar a ponto de conseguir comer menos de verdade e para sempre?

10 comentários:

  1. Muito interessante seu questionamento.
    Antes dos Vigilantes do Peso ser esse imperio comercial, usava um sistema muito facil para tamanho das porcoes. Minha medica ainda usa. Sua mao fechada eh o tamanho da porcao de fruta ou batata que deve consumir. A palma da mao, do pulso ate a ponta do dedo medio, 1cm de largura eh o file de peixe quando cru. Bife, so a palma da mao, sem os dedos 1 cm de largura cru, ou no maximo 120 gramas, quanto ao frango se gostar de peito, a porcao pode ser maio que a do peixe.
    Para saber se esta se alimentando bem no dia:


    4-6 porcao de cereais/starch (arroz, pao, batata)
    2-3 porcoes de laticinio (adolescentes e lactantes precisam de mais)
    2-3 porcoes de fruta
    2-3 porcoes de legumes/verduras
    1 porcao de proteina
    1 porcao de gordura saudavel (azeite de oliva, abacate)
    agua no min 1.5 L ao dia...

    Pode pesquisar, mas acho que se se consultar com uma nutricionista, as coisas ficam perfeitas para seus objetivos.

    Abracao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Flori. Acho que é uma questão de treinamento também, né? Saber qual é o tamanho de cada porção....

      Obrigada pelo comentário ;)

      Excluir
  2. OIe sou nova por aqui, gostei muito de seu blog e das suas postagens.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gô! Acho que a questão não é a quantidade, mas a qualidade do que a gente põe no prato. Restaurantes self-service também estão entre meus preferidos justamente por causa dessa liberdade. Mas essa dica que a Flori deu é bacana. Eu costumo também me basear pelas medidas das (várias) dietas dos nutris pelos quais passei. Geralmente eles me dizem pra dar preferência ao arroz integral, e para comer uma colher de servir de arroz, ou então de duas a três colheres de sopa; uma concha pequena de feijão; pra carne, uso a palma da mão como referência de medida; verduras à vontade; e por aí vai! Bjos e ótimo fds!

    ResponderExcluir
  4. Gô, vc sabe o que aconteceu com a Zá? Tem notícias dela? Tem um tempinho que o site dela está fora do ar... Não sei se o problema é só comigo... Eu andei meio "longe" do blog, mas tava acompanhando vcs de perto (via feed), mas não dava pra ficar comentando pois no trabalho era bloqueado (mas o feed não, hehehe). Bom, se souber de algo, me avise. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá...passeando por uns blogs achei o seu e passei p te conhecer e adorei seu cantinho...To te seguindo
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. MInha querida, que saudade do seu cantinho! Andei ausente, primeiro por estar na correria no trabalho, depois porque entrei de férias e viajei, já voltei e estou aproveitando a moleza, ficando menos no micro.
    Olha, eu também como fora diariamente e também gosto muito de restaurantes a quilo, pela diversidade e facilidade de escolha. Mas eu já tenho bem enraizada a questão do que posso colocar mais ou menos, não me preocupo tanto com o peso do prato e sim com a qualidade e combinações. O ideal é que metade do seu prato seja de verduras e legumes, sendo que os legumes cozidos numa porção adequada, em termos de 1 xícara no total. A outra metade, divida ao meio e assim, 1/4 será de um tipo de carne, peixe, ou o que for e o outro 1/4 será de um cereal. Sendo que aí, tem que ter mesmo atenção, pois não pode compensar na altura do prato, naquele pedaço, aquilo que não poderá expandir para os lados! kkkkkk
    O tomate, se você colocar algumas rodelas, mesmo que pese um pouco mais, não contribuirá para que engorde.
    Agora, as friturinhas, que eu também gosto, é que são o ó do borogodó. Tem que ter atenção. Meu grande problema ultimamente, para ter engordado, foi fazer um prato sjper bonito e adequado e, praticamente sempre, colocar um fritinho aqui, um assadinho ali. E aí, queridona, eles fizeram um estrago, claro que somados a mais uns fatores.
    Beijo carinhoso, se cuide sempre! Boa semana.
    Beth
    http://aconquistablog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu costumo ter 1/2 prato de salada verde mesmo. Só que o frito/assado/massa e essas coisas ocupam mais espaço do que deveriam

      =(

      a resposta é trabalhar pra melhor,né?

      Excluir
  7. O que deu certo para mim foi optar por alimentos de baixo índice glicêmico ... quanto a quantidade diária , é a normal ( que toda nutricionista passa)... tá funcionando!! bjkss saudaveis! http://emformacomrubia.blogspot.com/

    ResponderExcluir